Teste de Paternidade

O que é o Teste de Paternidade

É um exame que determina se há ou não vínculo de paternidade entre duas pessoas por meio da análise comparativa de DNA.

Como é realizado

Os envolvidos devem comparecer ao laboratório para coleta de amostras de sangue, que será realizada na presença de todos.

Entrega do resultado

Para assegurar a confidencialidade, o resultado só é entregue às pessoas examinadas (quando maiores) pessoalmente no laboratório. Em casos judiciais, o resultado do exame será endereçado diretamente ao juiz solicitante.

O que você precisa saber sobre o teste

Agendamento: Este exame necessita de agendamento prévio.
Jejum: O jejum não é necessário.

Como funciona

Inicialmente, são analisadas quinze regiões hipervariáveis do DNA de cada indivíduo, utilizando a tecnologia de PCR e sequenciamento automático de DNA (mesma tecnologia disponível nos grandes centros de pesquisa e investigação, como o FBI).

Os testes do Lavoisier são liberados apenas quando apontam:

Precisão com índice de paternidade acumulado (IPC) de no mínimo 10.000 em casos Duo (suposto pai + filho)

99,999% em casos Trio (suposto pai + mãe + filho) com IPC mínimo de 100.000.

Quando necessário, são analisadas mais de 60 regiões hipervariáveis do DNA, até a obtenção do índice ideal de vínculo genético.

No caso da inclusão da paternidade ou maternidade, os dados são calculados estatisticamente com base nas frequências de alelos obtidas experimentalmente da população.

E no caso de exclusão?

É repetido para confirmação do resultado e todas as perícias passam por um algoritmo computacional capaz de identificar divergência entre os resultados.

Para saber mais sobre este exame, fale com a central de atendimento ou vá a uma de nossas unidades que possui este exame. Consulte as unidades disponíveis aqui.